sábado, 22 de outubro de 2016

Influência da Idade do Gelo no nível do mar...

O nível do mar foi muito maior do que é nos dias atuais; anteriormente ao último período glacial, ou melhor dizendo, antes da Idade do Gelo (última Era dos gelo).

Para ser ter uma ideia, havia tanta água congelada nas geleiras que o nível do mar diminuiu em aproximadamente 120 metros (390 pés), em uma comparação, seria equivalente a altura de um prédio com 40 andares.

A verdade é que muito anteriormente a último período glacial, o nível do mar era bem maior tanto ou mais elevado que 70 metros (230 pés) do que é no dia de hoje.

Para um esclarecimento melhor, há locais hoje de terras, que costumavam ser muito abaixo das águas oceânicas.

Fonte:
https://www.nasa.gov
https://sites.google.com
https://translate.google.com.br

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Chuva de meteoros Orionídeas de outubro de 2016...

É uma chuva anual de meteoros dos rastros de detritos desfragmentados deixados pelo cometa Halley, que penetram na atmosfera terrestre em grande velocidade.

A chuva de meteoros Orionídeas, é um dos melhores eventos, em se tratando de chuva de meteoros, que possa vir a ser visualizado no hemisfério Sul, isso porque os meteoros se principiam em um local no céu do hemisfério Sul.

Para uma boa observação, é olhar para o lado leste no céu, após a meia noite até antes do amanhecer, entre os dias 20 a 24 do mês outubro, sendo que o maior pico, é esperado entre os dias 21 e 22 do mês de outubro, quando a Terra encontra a parte mais pesada de movimento contínuo dos detritos do cometa Halley.

Segundo especialistas, é esperado ser avistado de 10 a 20 meteoros por hora.

Pode ser observado a olho nu, mas é necessário você se afastar dos grandes centros e ir para um lugar escuro, ficando assim, longe da luminosidade artificial das grandes cidades.


quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Sobre a Era do gelo...

Períodos glaciais ou  Era do gelo, são fenômenos climáticos que aconteceram no decorrer da história do planeta Terra; onde a temperatura cai a um certo ponto que toda superfície terrestre é coberta por um manto de gelo, por um longo período de tempo.

Nosso planeta já passou por diversas Eras do gelo, e a última foi a Idade do Gelo, que ocorreu em aproximadamente 110.000 a 12.000 anos antes da atualidade, teve seu ápice há cerca de 22.000 anos, sendo substituída pelo aquecimento, já havia presença de seres humanos que seriam os Cro-Magnon (nome dado aos restos encontrados), o mais antigo Homo sapiens.

Os especialistas ainda não chegaram a uma conclusão definitiva, de o porquê da Terra ter esses períodos glaciais, mas a teoria mais aceita no meio científico é chamada de Ciclos de Milankovitch ou Ciclos Orbitais, que foi desenvolvida pelo engenheiro geofísico sérvio Milutin Milankovitch.

A teoria dos Ciclos de Milankovitch, são três fatores:

Excentricidade: mudanças na forma da órbita terrestre, Obliquidade: mudanças na inclinação do eixo de rotação da Terra e Precessão: oscilação no sentido do eixo de rotação.


Os animais e as Eras do gelo:

Houve extinções de animais nos períodos glaciais, poucos se adaptaram as mudanças climáticas, os que conseguiram seriam animais com penas (aves), animais aquáticos e os mamutes (peludo com tecido adiposo), mas é pensado que no fim da última era do gelo, os mamutes foram extintos. O homem consegue se adaptar as mudanças climáticas.

Fonte:
https://www.nasa.gov
https://sites.google.com
https://pt.wikipedia.org
https://translate.google.com.br

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

A Superlua...(fotos)

No dia 16 de outubro de 2016, aconteceu o fenômeno denominado Superlua, que é quando a Lua está na fase cheia e fica mais próxima do nosso planeta. Ela pôde ser observada a olho nu, pois ela chegou a estar em aproximadamente 14% maior e 30% mais brilhante.

Segundo especialistas, a Lua só voltará a ficar nesse nível de proximidade com a Terra, no ano de 2034.

Abaixo estão algumas fotos que registraram esse lindo evento.






Lembrando que nos dias, 14 de novembro e 14 de dezembro de 2016, haverá outra vez a Superlua.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Os continentes não eram como hoje...

Em aproximadamente 250 milhões de anos atrás, todos os continentes do nosso planeta, eram um só supercontinente denominado Pangea, no período da era Paleozoica, ele era circundado por um único oceano chamado de Oceano Pantalássico.

O supercontinente começou a se movimentar vagarosamente e a partir desse movimento houve a dispersão das terras e se originaram nos continentes atuais: América do Norte, América do Sul, África, Europa, Ásia, Austrália, e Antártica.

O interessante que Pangea não foi o primeiro supercontinente, pois anteriormente há cerca de 800 milhões de anos, todos os continentes também foram compelidos juntos, e o nome desse supercontinente anterior é Rodínia, se separando na era Neoproterozóica.

A movimentação dos continentes anteriormente a formação de Rodínia, é bem indefinida.

O movimento para a separação das terras, ou melhor dizendo dos continentes, foi devido aos impactos de placas tectônicas. Vale a pena lembrar que a movimentação e dispersão das terras, aconteceram muito lentamente.


Fonte:
https://www.nasa.gov
https://en.wikipedia.org
http://www.uol.com.br
https://translate.google.com.br

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Nave chinesa Shenzhou 11 foi lançada com sucesso...

A partir do centro de lançamento da base de Jiuquan, no deserto de Gobi, a nave espacial chinesa Shenzhou 11, foi lançada e a bordo estavam dois astronautas chineses, Jing Haipeng
e Chen Dong.

A nave espacial Shenzhou 11, levará dois dias para chegar a Estação Orbital Tiangong-2, que é um laboratório experimental espacial da República Popular da China.

No período de 30 dias que os astronautas Chen e Jin, estiverem a bordo do laboratório, irão trabalhar, realizando diversos experimentos científicos, nas áreas de biologia e botânica, e ainda farão reparos nos equipamentos.



Estação Orbital Tiangong-2:

É o substituto da Estação Orbital Tiangong-1, que foi colocada em órbita no ano de 2011, mas que a pouco tempo a China perdeu o controle da Tiangong-1, e assim, a sua reentrada na órbita terrestre é esperada para o próximo ano

Tiangong-2,  foi colocado em órbita em 15 de setembro de 2016 e está orbitando ao redor da Terra a uma altura de aproximadamente 333 km (207 milhas).

Fonte:
http://g1.globo.com
http://www.theverge.com
https://translate.google.com.br

domingo, 16 de outubro de 2016

Blog ZM. faz 2 anos...

                             Another year of Blog ZM.
                             I thank all who follow trusty to the blog.
                             And so we will continue together.
                             Thank you very much!!!

Hoje 16 de outubro tem Superlua!!!

A Lua vai estar em um ponto da órbita ao redor do nosso planeta, onde estará bem mais próxima da Terra (perigeu lunar).

A distância da Terra com a Lua é de aproximadamente 384.400 km, mas nessa noite é previsto que a distância será acerca de 358.000 km.

O melhor horário de observação da superlua, será  assim que ela se mostrar no horizonte, isso deverá acontecer por volta das 21h00.

Na fase cheia, é esperado que a Superlua venha aparentar estar maior e com um brilho mais intenso, devido a ilusão de ótica; desta forma irá dar um show de luminosidade e beleza.

A Superlua, poderá ser avistada a olho nu, não será necessário utilizar nenhum tipo de equipamento para poder observá-la.


Para os amantes da Lua que não puder ver esse evento da Superlua, não se preocupe, pois no dia 14 de novembro e no dia 14 de dezembro de 2016, esse fenômeno irá se repetir.

Fonte:
http://noticias.uol.com.br
http://www.abril.com.br

sábado, 15 de outubro de 2016

Mais um horário de verão...

A partir do dia 16 de outubro de 2016, inicia o horário de verão; os relógios devem ser adiantados em uma hora.

Quando for  00h00 do dia 16 de outubro, adiantar para 01h00.


O objetivo da mudança de horário, é de economizar energia, aproveitando ao máximo a luz solar. Com o horário de verão, a economia maior é principalmente nos horários de grande pico, que é entre às 18h00 e 21h00.

 Além do Distrito Federal, as regiões que devem adiantar os relógios em uma hora são:  Sul, Sudeste e Centro-Oeste, correspondentes aos seguintes estados:

- Santa Catarina
- Paraná
- Rio Grande do Sul
- Mato Grosso
- Mato Grosso do Sul
- Goiás
- Espírito Santo
- Rio de Janeiro
- Minas Gerais
- São Paulo.


No horário de verão de 2015 e 2016, houve uma economia de R$ 162 milhões, e nesse horário de verão de 2016 e 2017, o governo espera economizar aproximadamente R$ 147,5 milhões.

O período do horário de verão será até o dia 19 de fevereiro de 2017.

Fonte:
http://g1.globo.com
http://noticias.uol.com.br

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Por que a diminuição da rotação da Terra?...

Quando se fala na rotação da Terra, quer dizer o giro que o nosso planeta dá ao redor de si mesmo, ou seja, ao redor do seu próprio eixo, com uma duração aproximada de 24 horas, ou seja, 1 dia.

Há cerca de 4,6 bilhões de anos quando a Terra foi formada, um dia tinha aproximadamente 6 horas de duração.

De lá para cá, o nosso planeta está levando mais tempo para completar o seu giro, isso porque a Lua gira ao redor da Terra e é atraída pela força gravitacional do nosso planeta, assim como a Terra também é atraída pela força gravitacional da Lua, mas só que de forma mais branda, e assim se dá o puxão gravitacional, onde resulta nas marés, e desta forma, com o sobe e desce das marés, se origina uma força que diminui a velocidade da rotação da Terra.

A cada 100 anos o dia fica 0,0017 segundos a mais.

A velocidade:

Em regiões localizadas na linha do equador, a distância ao eixo de rotação é idêntico com o raio da Terra, sendo assim, a velocidade é maior que as áreas que estão acima ou abaixo do equador.

A velocidade de rotação do nosso planeta, é aproximadamente 1.675 km/h (1.041 mi/h), que corresponde acerca de 465 metros/s (508 jardas/s).

Fonte:
https://www.nasa.gov
http://postagenszm.blogspot.com.br
https://translate.google.com.br